Ver.dade.

Tenho pavor de ser iludida e mais ainda de me iludir.

Não gosto de meias palavras, de discursos pretensamente protetores e cuidadosos.

Prefiro ver a imaginar, prefiro sangrar a ser estancada.

A verdade pra mim é uma pedra áspera, que eu esfrego na minha pele até que pare de machucar.

Dói, sangra, dilacera.

Mas a pele se renova, não é?

Só espero que, dessa vez, venha mais grossa.

 

 

verdade sangue.jpg

Anúncios

Sobre um novo ano …

Reveillon 2013

Foto por Edge Sant’Anna (@edgesantanna)

 

 

Meu único desejo pra 2013 é: verdade.

Que tudo seja mais verdadeiro. As pessoas, os sentimentos, os gestos, os olhares, os beijos, as palavras e os sorrisos. Que assim seja.

 

 

 

 

HNY